Cigano acusado de homicídio tem carro interceptado e é executado logo após prestar depoimento

Ele é cigano e veio do Ceará. Estava morando em Ibicaraí, a 35 quilômetros de Itabuna, aproximadamente, já algum tempo. Era acusado de envolvimento em vários crimes, entre os quais dois homicídios, mas a morte cruzou o seu caminho na tarde de ontem (12).
O personagem dessa história real é Francisco João dos Santos, executado na frente da esposa e da sogra, com cerca de sete tiros. Francisco tinha acabado de deixar a delegacia de Ibicaraí, para onde havia sido conduzido pela Polícia Militar na tarde do mesmo dia, para ser interrogado.
Sem provas concretas, foi liberado. E morreu logo em seguida. No momento do crime, o cigano estava no carro dele e, além das duas mulheres já mencionadas, o homem estava acompanhado de um terceiro ocupante: um recém-nascido.
Talvez comemorando a liberdade, o grupo foi surpreendido pelos assassinos ainda na rua da delegacia. Os criminosos começaram a atirar desenfreadamente. Na ação, a mulher do cigano acabou saindo ferida. Ela foi atingida na perna e nas nádegas. A dona de casa, cujo nome não foi divulgado, seguia internada no hospital de Base, em Itabuna, até o fechamento dessa matéria.
Quanto a Francisco, alvo dos atiradores, morreu dentro do veículo, alvejado com dois tiros na cabeça, dois no tórax e três no braço direito.  Felizmente, o bebê e a sogra da vítima fatal saíram ilesos.
A polícia Civil, agora, tem um novo desafio, que é descobrir quem teria matado o cigano e o motivo. Por enquanto, algumas dúvidas pairam no ar: Foi vingança? Acerto de contas? Crime de mando?
Para a polícia, a sogra de Francisco relatou que logo cedo viu um “pessoal” rondando a casa do genro. Esse detalhe pode servir de pista nas investigações.


Fonte : verdinhoitabuna.com.br
Leia mais : Cigano acusado de homicídio tem carro interceptado e é executado logo após prestar depoimento

Top
%d blogueiros gostam disto: