Em meio a ameaça nuclear, Trump considera embargo a Coreia do Norte

Foto: New York Post
Foto: New York Post

 

Horas após Kim Jong-un realizar um dos maiores testes nucleares da história, Donald Trump mais uma vez voltou ao Twitter neste domingo (3) para propor um embargo ao país asiático. “Os Estados Unidos estão considerando, entre outras opções, cortar laços com qualquer país que fizer negócios com a Coreia do Norte”, anunciou o presidente norte-americano.

Trump fez referência ao pacote de sanções proposto pelo secretário do Tesouro, Steve Mnuchin, que pode exigir corte de todo o comércio internacional com o governo da Coreia do Norte. A proposta das medidas foi feita também no último domingo pelo secretário, em entrevista ao telejornal Fox News.

Entre os países que negociam com a Coreia do Norte e podem ter que mudar suas políticas para evitar as sanções estão o Brasil, China, Alemanha e França. “Se os países fazem negócio com os EUA, eles obviamente estarão trabalhando com nossos aliados e outros para bloquear economicamente a Coreia do Norte”, disse Mnuchin.

Angela Merkel, chanceler da Alemanha, declarou nesta segunda-feira (4), em comunicado oficial, que concorda com a política de embargo contra a Coreia do Norte. Porém, a mensagem fez menção a apoio ao presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, e não a Trump.

Neste final de semana, a agência de notícias estatal de Pyongyang anunciou que o país agora teria tecnologia para instalar uma bomba de hidrogênio na ponta de um míssil intercontinental. Além disso, na última segunda-feira (28), sobrevoou sobre o Japão um projétil da Coreia do Norte.


Fonte : http://bahia.ba
Leia mais : Em meio a ameaça nuclear, Trump considera embargo a Coreia do Norte

Top
%d blogueiros gostam disto: